19 de jan de 2018

Happy birthday, poor Folks

Resultado de imagem para happiness tumblr
Buu! E eu estou aqui vivendo este momento lindo (8) Eis que novamente apareço com esta belezura de face para vocês e um layout novo o/ Levei mais ou menos uma semana pra terminá-lo, entre pausas, ocupações e preguiças, mas cá estou eu. Volta o cão arrependido! É estranho pensar que já faz um ano desde a última vez em que postei aqui dizendo que voltaria! Olhem só como eu era uma safada e traidora! Nada a declarar sobre isso. Novamente venho aqui dar feliz aniversário atrasado ao Sr. Folks e falar uma coisa ou outra sobre as minhas descobertas adolescentescas durante o longo período de recessão krjsksrksjkrsj Bom, se estiverem interessados leiam mais :)

pequenos e simples esclarecimentos sem um pingo de vergonha

Bem, o que dizer? Meu amor por esse blog é tão exemplar que eu simplesmente não dei feliz aniversário a ele em 2017 kksksksksksk Eu não me esqueci, mas estava viajando e fui adiando até um ponto em que já não valia a pena fazer ou dizer nada. Pobre Folks, foi deixado de lado! Felizmente eu voltei para renovar a roupagem do coitado e também algumas das postagens. Excluí grande parte das mais de 60 postagens que tinha e agora sobraram cerca de 10. Me sinto nova em folha :)
Acho que se lembram dos motivos pelos quais tanto reclamei na ultima postagens. Amor, amor e amor. Sinceramente, acho que Deus ficou olhando minhas décadas de pedido por algo na minha vida amorosa e acabou por conceder meus desejos na proporção em que pedi. Logo que escrevi aquela postagem, eu *toma fôlego* comecei a gostar de um garoto, tive um beijo roubado, comecei a namorar, terminei, sofri, sofri mais, roubei um beijo, comecei a ficar, fui enrolada, quebrei a cara e percebi que tentar fugir do plano de Deus pra minha vida é tão inteligente quanto tomar banho de gasolina e se secar com um fósforo aceso. Deus me deu um bbzinho só pra eu ver como era, e eu achando que podia achar outro sozinha acabei indo beijar é um formigueiro :(
Em 12 meses eu aprendi coisas como: paixão é coisa de doido. Não no sentido "paixão é frescura, meu", mas sim dizendo que realmente é como lemos nos livros. Você fica "uaaaaaaaaaaau te amo vamos nos bejáaaa", uma coisa tão esquisita, gente. 
Também aprendi que procurar amor não rola. No máximo você vai ter uma experiência estranha de amizade overrated ou algo assim, mas não vai dar certo :( E é aquela pique né "Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu".
Comecei a estudar na ETEC e vi minha vida acabando enquanto a pilha de trabalhos crescia, estabeleci sonhos pra minha vida e decidi que sim, quero ser designer. A probabilidade de eu trabalhar com sites é alta, e apesar de eu não ter grandes habilidades eu creio que vai dar tudo certo em nome de Jesus!!!
Well, apesar das palavras crackudas eu espero ter esclarecido algo pra vocês. Não sei quando volto, como volto ou se volto. Acho que a probabilidade de eu aparecer as vezes só pra mudar o layout é perigosamente alta, e a de eu aparecer aqui jogando uns chaveco pra todo mundo fazer design comigo também é.

➼➼

Eu não sei se vocês perceberam mas o Folks está fazendo 4 anos. Quatro anos, caras. Quatro anos não é pouca coisa. Na verdade, é um pouco assustador saber que eu tenho um blog de quatro anos e que felizmente eu não sou nem um pouco do que era quando o criei. Quando eu criei esse blog era só uma garota ignorada de 12 anos, perdida e sem ter pra quem confessar meus gostos e desejos. A época de ouro do blog foi quando eu tinha muito dentro de mim e absolutamente ninguém pra quem eu quisesse falar sobre.
Com o tempo eu fui assumindo responsabilidades, mudando meus gostos e, principalmente, começando a ter onde colocar todas as minhas palavras engasgadas. Sim, o Folks foi um escape, mas foi um bom escape. Foi o escape que graças a Deus me deu amigos, gostos e um refúgio. Tendo um blog eu tinha com o que me ocupar enquanto todo o resto da família se descabelava com a separação dos meus pais e poucas pessoas na escola se importavam profundamente comigo. O que eu apresentei no Folks não foi uma Izabel muito feliz. Já cheguei a desabafar por aqui, tamanha era a falta de pra onde correr. E que bom que eu o fiz. Porque foi melhor explodir em cima de um teclado tudo o que fazia o antigo eu infeliz do que descontar a situação de outra maneira.
Eu agradeço a vocês, leitores, e ao Folks (mesmo ele sendo inanimado) porque ele foi pra mim como um respiradouro enquanto eu ainda tapava meus olhos e ouvidos pra Deus e acreditava que sem Ele viveria bem.
Obrigada rapazeada, ano que vem é nozes comemorando 5 anos kksksksksksksksks

Resultado de imagem para pixel birthday

Nenhum comentário:

Postar um comentário