Bom dia!

AAA! Como vai, elfo desconhecido(a)? Espero que bem! Bom, deixe que eu me apresente. Sou Bell e aqui falo de meus abacaxis, melancias e outras frutas -q Espero que gostem de minhas bobagens e miscelâneas ❤

Tags

Texto Poesias Playlists Nada a ver Tags Curiosidades Ninguém Etc

Respingos de desabafo

12/07/2014 : 21:21 | 8 comments

Oi meus tetudos 'u' Tdo bem com vocês? Eu to começando a procurar músicas novas pra ouvir ultimamente, eu comecei a ouvir Breaking Benjamin, Two Door Cinema Club e hoje eu ouvi umas músicas da Rita Lee, eu sempre achei ela legalzinha só que a minha mãe não gostava dela então eu passava longe ç3ç Falta dois dias pra minhas férias acabarem e eu to me sentindo muito mal com isso porque minha mãe me mudou de escola e eu to com medo de não gostarem de mim ou alguma coisa do gênero, meu corassaozinho ta chorante -q E agora eu to me perguntando porque é que eu coloquei tantas linhas de introdução, as vezes eu preciso delas mais do que tudo e agora eu to tipo "pqe n da 16 linhas logo, afu" e já que eu não to afim de escrever introdução hoje eu vou colocar uma imagem de post maior que vai equivaler a minha preguiça ieaheaoihea


Ultimamente eu não to conseguindo arrumar meus pensamentos, tipo, tá tudo tão bagunçado na minha vida sabe? Eu mantenho a calma o máximo possível mas é quase impossibru conseguir T.T Eu vou explicar a situação pros meus seguidores fofobolos porque eu confio nos senhores oquei?

É o seguinte, meus pais estão se separando não é? Então, eles brigaram muito e desde que a minha mãe voltou de viagem meu pai não tava deixando ela dormir com coisas tipo "Me da uma chance / Oque eu fiz? / Eu nunca vou te perdoar" e isso deixou todo mundo da casa pirado. Com essa confusão minha mãe decidiu dormir na casa do namorado dela de vez em quando porque ela queria dormir e também porque ela disse que quando ela era pequena meu avô também não deixava ela e a minha tia dormirem com escândalos e ela não queria isso pra gente porque ela disse que tem trauma. Eu entendi e agradecia quando ela ia dormir na casa do namorado dela porque ela ficava bem e meus irmãos e eu iriamos poder dormir em paz. Oque ta acontecendo agora é que meu pai saiu de casa e ta dormindo na casa de um amigo dele, mas mesmo assim ela continua indo dormir na casa do cara e eu to com vontade de perguntar se ela não tem vergonha na cara porque antes o motivo era muito plausível e eu entendia perfeitamente mas agora ela deixa a gente [eu e meus irmãos] em casa sozinhos pra ir na casa de um cara que ela pode perfeitamente ver de dia! As vezes eu fico desesperada e com vontade de chorar porque é como se ela não se importasse com os próprios filhos, ela manda muitas mensagens quando ela dorme fora mas mesmo assim, mensagem não é presença. Amanhã é aniversário dos meus primos e eu to me perguntando se ela vai aparecer já que eles são da parte do meu pai, mas eu quero que ela apareça lá ou em casa porque eu tenho coisas pra falar com ela. Eu quero pelo menos perguntar qual é a desculpa dela agora. Meu irmão pequeno já não pergunta mais onde ela ta, e isso me dói porque é uma coisa muito estranha. Quando ela chega em casa a gente corre pra falar oi e meu irmãozinho ta começando aos poucos a agir como se ela fosse uma daquelas tias que moram perto e vem na nossa casa só pra fazer uma boquinha ao invés de ter toda a animação de sempre, e quando meu pai chega em casa os meninos correm pra ele laique a foguete e eu e a minha irmã falamos aquele oi tipo "eu quero falar oi pra você pqe vce é legal e ele vai sair tipo, ah oi" -q
Outra coisa que tá acontecendo é essa questão da escola. Eu até aceitaria essa mudança repentina mas esses problemas tão me deixando desnorteada e eu não consigo mais aceitar mais alguma coisa mudando bruscamente. Eu to com medo de não gostarem de mim, de me acharem estranha e rirem da minha aparência ou eu não conseguir amigos. Eu to morrendo de medo da coisa do bullying mesmo, porque na escola que eu to agora eles me xingam de coisas tipo "nariz de tamanduá / luciano hulk" mas eu já me acostumei e nem ligo mais mesmo que no início eu chorasse e tivesse vontade de arrancar meu nariz fora. Eu fico aterrorizada porque eu sei oque eu vou encontrar quando entrar na minha escola antiga, eu sei onde ficam os lugares, sei as coisas que não se pode fazer porque se não é taxada de doida [porque eu fiz elas] e sei que eu não posso ser eu mesma. Agora na escola nova é outro território, eu não sei como andar por lá, eu não sei se os professores são alguma coisa que se aproxime da simpatia e também tenho medo dos "valentões" porque meu irmão estuda lá e vive contando de pessoas que foram suspensas ou algo do tipo porque bateram em algum gordinho ou algo do tipo. Eu tenho medo de perder as amizades que eu fiz na escola antiga com muito suor. 
Ah, e também tem mais. Eu venho me sentindo um pouco mal sobre eu mesma, porque as pessoas me vêem como uma idiota. Eu normalmente me sinto inútil, é como se alguém estivesse o tempo todo do meu lado dizendo que qualquer um que me olhar vai me odiar. Eu me sinto feia, egoísta, inútil e sem graça, é como se não importasse a pessoa, se ela tiver racionalidade ela vai me odiar e repugnar a minha presença. As vezes eu ouço Metamorfose Ambulante e Recomeçar e é como se por alguns minutos eu me sentisse bem por ser eu mesma e não me importasse de todo dia alguém em casa me chamar de retardada com repugna na voz. as vezes eu começo a chorar porque eu sinto que ninguém da minha família, minhas melhores amigas e meus amigos de escola gostam do meu jeito e que eu deveria morrer ou algo assim
Eu ouvi o cd Dear Agony inteiro enquanto escrevia e agora eu to ouvindo o Phobia e depois de escrever esse post eu me senti mais leve, foi como se tirassem um pouco do peso das minhas costas ^^ Não sei se vão ler isso tudo até o final mas pra quem leu eu quero agradecer, e até os preguiçosos, amo muito meus leitores mesmo que vocês não me amem de volta ~rainha platônica aq~

Marcadores:



8 Comentários:

13/07/2014 07:45
Blogger Aya - Chan disse...

Olá Iza ^^
Eu li tudo e devo dizer que, bem, você já fez o primeiro passo que é desabafar (eu juro que to tentando ajudar, mas eu não sou boa com palavras). Então, eu vou contar a minha experiência com a separação dos meus pais e a entrada na nova escola (espero que você não fique tipo: "oh, meu Deus, ela veio no meu texto dramático e divoso pra espalhar a vida dela hur durr")
Bem, em 2008 meu irmão nasceu e eu tinha, hum, 6 anos, eu acho. Meu irmão nasceu em dezembro e eu fiquei tipo: "AE, CAMBADA, EU TENHO UM IRMÃO, ZEREI A VIDA", mas não foi bem assim. Depois de uns meses minha mãe começou a estranhar. Ele não prestava atenção quando falava com ele, normalmente ele ficava olhando pros lados, como se estivesse no mundo da lua. Aí minha mãe descobriu que ele era autista e eu fiquei muito chateada, mas acabei me acostumando. Isso não é o pior ainda, porque meu pai IGNORAVA meu irmão. Meu irmão ficava engatinhando pela sala e meu pai tinha que passar, ele pegava e e passava por cima dele. Ele não desviava, passava por cima. Ele nunca pegou o meu irmão no colo, porque ele sentia nojo. Nojo do próprio filho. Eu já cheguei a pensar que minha mãe tinha traído ele. Mas não era possível. Meu irmão é cara do meu pai, não tem como.
Desde então meu pai começou a se afastar, ele não falava mais comigo, chegava tarde do trabalho e ia direto pra cama. Depois de uns meses, ele se aposentou do trabalho (ele era segundo sargento) e fez uma loja de informática. Ele fez ela na varanda, que serve como um segundo andar aqui. Ele só pisava aqui em casa pra tomar banho, porque ele passou a dormir lá em cima.
Uma vez eu perguntei pra ele o porquê dele dormir lá e ele disse "eu não quero ouvir o choro do seu irmão". E eu fiquei muito triste com isso, sério. Teve outra vez que eu perguntei se ele era casado com a minha mãe ou com o computador e ele só disse: "Com o computador" e bateu a porta na minha cara.
Aí se passaram alguns anos e eles se separaram, tipo, pra mim foi normal. Só minha mãe que ficou chorando pelos cantos da casa - agora eu pareci insensível e.e
Mas enfim, hoje em dia, meu pai diz amar o meu irmão e ele quer que eu more com ele, já que ele tá reformando uma casa lá e tals. Desde o início do ano, tem uma "amiga" da minha mãe morando aqui e eu acho que minha mãe é lésbica, vamos voltar aos meus 6 anos de novo.
Minha mãe tinha mensagens muito comprometedoras no celular com a vizinha, e ano passado mensagens comprometedoras com a minha tia (na verdade ela é casada com o meu tio de sangue, mas vc entendeu) e toda vez que eu falava "você namora com ela", ela negava e dava um jeito de me acalmar falando que era mentira.
E desde o início do ano, uma mulher (que minha mãe disse que é lésbica) mora aqui e eu simplesmente ODEIO ela. Sério você não tem noção. Dá vontade de sair de casa e ir morar com outra pessoa. Mesmo que seja só minha amiga de 6 meses, dá vontade de morar com ela. Eu não tenho nada contra a minha mãe ser (talvez) lésbica, mas me dá nojo dela me esconder. Dá nojo dela tentar me esconder tudo que está tão na cara, Iza. É a mesma coisa você ter um teste, comprovando que seu cachorro tem câncer e dizer com convicção: "Ele não tem câncer".

13/07/2014 07:46
Blogger Aya - Chan disse...

~continuação pq tem limite de caracteres~
Aliás, ela tem uma filha de 7 anos. E ela fica implicando comigo, pega minhas coisas e fica sambando com elas na minha cara. Minha mãe sempre fica do lado dela. Qualquer coisa que ela faz "Para de fazer isso, Beatriz, ela só tem 7 anos". Uma vez ela me chamou de nojenta e eu contei pra minha mãe. Minha mãe não fez nada, então eu peguei tudo que ela usa que é meu e ela começou a chorar. Aí minha mãe e veio e disse de novo "Para de fazer isso, Beatriz, ela só tem 7 anos". Legal, só por que ela é mais nova que eu tem direito de ficar me xingando do nome que quiser? Que legal, hein.
Eu brigo com a minha mãe todo dia, no colégio eu até fiquei bem, mas ano passado eu era xingada de ladra - um breve resumo: eu briguei com a minha amiga e ela começou a dizer que roubavam coisas dela e sempre colocava a culpa em mim.
Eu quero morar com o meu pai, mas eu tenho medo dele. Tenho medo do que ele possa fazer comigo, mas eu não aguento mais ficar aqui. Eu tenho medo das minhas notas na escola, que caíram esse ano (não cheguei a ficar de recuperação, mas eu sempre fui a boazona dos estudos na sala e minhas notas caírem assim é decepcionante.)
Eu também tenho um nariz enorme, mas graças a deus não sofro nada com isso, não sou dona da beleza, sou feia e meu cabelo é uma merda.
Sou obrigada a ir todo dia de cabelo preso e só por isso eu sou zuada pela minha amiga (eu sei que é zueira, mas mesmo assim eu fico mal). Eu realmente não sei o que fazer, nem sei como te ajudar e acho que essa merda de texto só vai servir pra ocupar os comentários. Eu nunca contei pra ninguém da minha mãe. Você é a primeira.
Então, era só isso que eu queria falar. Até logo~
P.S.: Se quiser conversar, é só me chamar no chat ^^
bjinhos de lux

13/07/2014 10:13
Blogger Victoria Moretti disse...

Olá, eu ia perguntar como vai, mas o post já respondeu. Bem, meus pais assim como os seus são separados. Eles viviam brigando e de uns tempos pra cá pararam um pouco. Esses dias, porém, aconteceu alguma coisa e as brigas começaram de novo. Sei como é ruim! Mas olha, eu não acho que a sua mãe não ligue pra você. Muito pelo contrário! Acho que ela não fica muito em casa por que não que prejudica-la nem prejudicar seus irmãos. Fala com ela, só assim você descobrirá o que realmente está acontecendo.
Agora falando da escola nova, use isso ao seu favor. Esse ano eu mudei de escola e fiz (estou fazendo) o possível para que tudo fosse melhor do que a outra. Eu sinceramente vi uma foto sua no facebook e te achei linda, mas se eles não acharem mande todos tomarem no cu, por que ninguém tem nada a ver com a sua aparência. Você é tímida? Tente ser mais aberta. Não adianta ficar se guardando e não abrir as portas para as pessoas fazerem amizade. Se ficar tudo muito difícil, conte comigo. Não sou grande coisa, mas posso te ajudar :)

hunger-girl.blogspot.com.br / Venha visitar!!

13/07/2014 19:09
Blogger Bia disse...

Admiro o quanto você é positiva com tudo isso, ou aparenta ser. Apesar do que você falou sobre os seus pensamentos, acredito que você é uma pessoa bem positiva, e isso é bom pacas! Sério, continue assim que você tem muito o que ganhar.

Não sou boa em falar sobre divórcio, uma vez que meus pais ainda estão juntos, só não dormem mais na mesma cama há anos. Um dia você deve falar com sua mãe, sobre tudo isso que cê tá passando. E se não der, se reconforte em seus irmãos. Não sou próxima do meu (praticamente só dividimos o mesmo apartamento), mas pelo que li acho que cê é próxima dos seus irmãos.

Só estudei em duas escolas minha vida toda, e quando mudei para a segunda escola, foi bem ruim. Já ouvi algumas coisas sobre mim, e como sou lesada, deve ter mais por quais não tô sabendo. Hoje em dia sinto que as coisas melhoraram, falo com quase todo mundo da minha turma, o fato de que estudo com esse povo há 5 anos ajuda muito.

Mudar de escola pode ser bem ruim, mas use isso a seu favor. Pense que você pode recomeçar tudo, pode ser uma pessoa bem/meio diferente de como você era. Todo mundo já quis isso ou vai querer algum dia em algum momento. Faça dos erros que você cometeu na antiga escola ensinamentos, para que não se repitam novamente. Ou se você gosta do jeito como as coisas estão, seja você mesma.

É só querer e agir que as coisas darão certo!!

Beijos e te desejo toda sorte possível.

http://whateverthisurl.blogspot.com.br/

16/07/2014 06:49
Blogger Clara disse...

Olá, eu te desejo toda a força possível com tudo que esta acontecendo na sua vida. Eu sei que esta frase é clichê, mas é o que eu posso lhe dizer. Eu não vi meus pais se separando e nunca os vi brigando, então me sei o que sente, sei que deve ser horrível, a pior coisa que já sentiu e que deve estar esmagando o seu coração. Eu te admiro por ser positiva.

Eu já mudei de escola várias vezes. Mas quando me mudei de cidade foi tudo muito diferente. Eu odiava aquela escola, eu não era tímida antes daquela escola, foi ela quem despertou isso em mim. Não sofri bullying e nada do tipo, mas as pessoas as vezes me olhavam estranho por eu ser de outra cidade, e eu chorava bastante. Eu voltei pra minha antiga cidade e tudo voltou a ser como era antes, espero que aconteça a mesma coisa contigo. Que tudo volte como antigamente, eu sei que é difícil de acontecer, mas existe uma pequena possibilidade para tudo.

Beijos e boa sorte com tudo que esta acontecendo contigo.
notfoundoficial.blogspot.com

17/07/2014 14:22
Blogger Unicorn~Chan disse...

Olá >3< Achei ótima a sua ideia de desabafar conosco, muita gente entende e pode te ajudar da melhor maneira possível... Eu te apoio, você está em uma fase complicada e não jogou tudo para o ar, o que faz com que eu também admire. Eu acho que você deveria mesmo conversar com a sua mãe, saber a opinião dela, perguntar os motivos, falar os seus.... Nada se resolve sozinho ( apesar que poderia ). Me assusta o fato do seu irmão crescer e achar que a mãe não está dia e noite de plantão cuidando dele pro que der e vier, e isso é mais um motivo porque você não deve desistir ! Pense nas pessoas que ama, nas que te amam, no futuro delas, em tudo ! Não tenha medo da vida, seja forte; não tenha medo da troca de colégio. Na única vez que mudei, fiquei traumatizada, era muuito tímida e principalmente, tinha medo. Se eu não tivesse deixado o pavor me contaminar, não teria ficado dias e dias chorando e achando que ninguém me queria por perto. Porém eu resisti e conquistei amizades longas que mantenho até hoje... Sofri um pouco de bullying e foi horrível, mas se você levar tudo na provocação, fica mais fácil ;) A palavra é determinação ! Te desejo toda força, coragem, fé, de tudo para que a situação se resolva ! Boa sorte amiga, estamos com você ! :D [desculpe se ficou meio besta ou clichê, não sou boa com palavras]

~kiss
CS ♥

19/07/2014 14:44
Blogger Belle ϟ disse...

Coments grande aqui em cima. Okay.
Sua vida é bem turbulenta, June. Bom, vamos lá: sobre separação eu não sei muita coisa já que só me dei com a separação dos meus tios, e é uma desgraça as coisas por lá. Sei que não é em toda família, como por exemplo não é assim com a sua, mas ainda assim sei que é difícil. Só há como amenizar, não como melhorar totalmente a situação. Vejo meus primos todos os dias e me convenço cada vez mais sobre isso. É como estar numa balança, e de vez em quando quem cai sobre você é a tristeza e outras vezes a aceitação.
Sobre isso de achar que não vai ser aceita, não deveria pensar nisso. Se eu fosse você começava a escola sendo você mesma (ai meu Deus, estou me sentindo matérias da revista Capricho), e não procure amizades. Quer dizer, procure-as, falando com as pessoas e tal, mas lembre-se: em toda escola tem alguém que você vai andar. Nem que seja uma pessoa, vai ter um amigo ou colega que você gosta. Eu só tenho doze anos e tal, mas mudei de escola esse ano, e afirmo que na minha sala tem gente que eu ando e falo, por que não na escola inteira? E eu tenho uma aparência estranha. Espinhas pra todo lado do rosto, um dia roupa preta outro dia rosa pink. E nem venhamos falar do meu cabelo. Nem da minha personalidade. E eu arranjei não exatamente amigos, mas colegas. Não tenha medo muito menos seja insegura; seja natural e não se importe com essas coisas. Se não gostarem de você, que se engasguem com um gole de água e morram ._.
Gostei muito daqui do blog, e sua personalidade é admirável June ^^ Até a próxima! E ah, perdão pelo comentário extenso demais.
photo-and-coffee.blogspot.com

20/07/2014 07:14
Blogger Nathalia Freitas disse...

Oe, acho uma pena uma pessoa tão legal como você ta passando por isso na escola ( não vou falar sobre a separação dos seus pais pq não sei bem como é isso ) quem descrimina os outros por aparência, ou modo de se vestir não sabe o que aquela pessoa tem por dentro. Você me parece ser uma pessoa ótima! Não fique assim. Ah e na nova escola, tente fazer amigos, sempre tem alguem que vai mais com sua cara, deixe ser muito tímida, converse e interaja, se eles verem o que tem de melhor iram te admirar e não te julgar.
Espero ter ajudado. Beeeeijos..e fique bem ! ❤
bonecadeetiqueta.blogspot.com

Postar um comentário

Copyright © 2016 - BP.